quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Tanto faz

 Talvez você tenha se cansado de mim, do meu papo furado e da minha doença, das minhas palavras vagas e sem razão, da minha tristeza que está fora de moda. Ou talvez foi a vontade que eu sempre tive de ser sua, quem sabe isso não te enjoou...
 Viu em outra algo melhor, pois que vá e não volte! Não sou uma mercadoria exposta em uma prateleira esperando alguém se interessar por mim. Não ligo se eu não te agrado, vivo muito bem comigo mesma.
 Quando se lembrar de quando me amou, lembrar a razão pela qual se apaixonou, estarei aqui. Estarei esperando por você e seu abraço caloroso, mas somente se lembrar, pois lembrará das qualidades e dos defeitos. Estarei aqui para te acolher em meu colo e secar suas lágrimas de saudade.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Meu céu na terra

 Quando se encontra o amor, descobre-se o céu na terra. Você é meu anjo, minha vida eterna. Sua ternura e sutileza transformam até o meu lado mais nervoso e amargo, fica tudo mais sereno e doce.
 Minha vida virou um turbilhão de lembranças, as recordações que eu tanto insisto em me lembrar. Elas me trazem um gostinho de felicidade que eu tive naquela época. Daria minha vida para tê-la de novo, tê-la só mais uma vez, só por um instante. Então poderia morrer feliz, pois já estaria satisfeita com o céu que você me deu na terra.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Amor doentio

 Entre a bebida e a sutileza do toque dele eu sinto sua falta. Onde está você, se não aqui? Seu estranho jeito de me amar torna meu amor doentio, de forma que você me mastiga e me cospe e eu caio aos seus pés. É doloroso, mas na hora que você me deixa, eu peço que as coisas ruins voltem para que eu poça ter as boas de novo.
 Me sinto prestes a desabar, você torna tudo mais confuso dentro de mim. Eu tento me distrair e te esquecer, mas dentro da minha cabeça há uma guerra que parece não ter fim. Você me dá esperança, mas não percebe que isso só aumenta minha dor. É difícil amar alguém que só te esnoba e trata mal. Me chamam de maluca e até dizem que sinto prazer em sofrer, mas mau sabem eles que quando eu te vejo tudo isso morre, e eu me esqueço dessa doença que tenho por você.