sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O objetivo é igual

 Minha vontade é de gritar, de dizer minhas desgraças aos quatro ventos. Mas não consigo, a voz não sai. Me do melhor com a caneta, o cheiro dou papel, escrevo o que sinto, o que faço e o que desejo. Dizem que só escrevo dramas e pareço uma infeliz- mal amada. Talvez eu seja mesmo uma dramática-mal amada , mas sou mais feliz que você que tem medo de expor ao mundo a capacidade dos sentimentos.
 Por que ter medo de dizer? Nessa vida ninguém vale nada mesmo. Todo  mundo peca, todo mundo já desejou mal, já detestou. Quem é você pra me julgar? Por que você é melhor que eu? Você e eu somos iguais. Você e eu erramos. Você e eu acertamos. Você e eu temos o mesmo objetivo: encontrar a tão almejada felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário