sábado, 27 de abril de 2013

Be Happy!

 Um dia desses um amigo meu veio me dizer que estava melancólico, infeliz. Fiquei pensando nisso, pois as vezes também me sinto assim, à procura de alguma coisa que me faça melhor. Mas eu não sou infeliz, eu sou feliz! Tenho família, amigos e algumas coisa mais...!
 As pessoas vivem à procura de algo sempre, não tem jeito, a vida é uma constante procura. E sabe o que mais? Você talvez nunca encontre o que está procurando. A minha procura é diferente da sua, que é diferente da do seu namorado, que é diferente da do amigo dele....  Essa procura está relacionada com a fé?  Não sei... Talvez. Pode ser uma procura por algo acima de nós, ou por algo dentro de nós.
 Mas no fim de toda essa loucura cheguei em uma conclusão a respeito da felicidade, ela não é algo contínuo  como nossa busca por algo indeterminado. Ela é momentânea, a felicidade está em pequenas coisas, naquelas coisas mais banais dom mundo! Um filme de terror com seu namorado, um dia no shopping com sua melhor amiga, dançar loucamente aquela música que você tanto gosta, um pedaço de chocolate, um copo de vinho no frio, um domingo com a família.... A felicidade está em tudo, é só abrir o coração para deixar ela entrar em você.

Para você meu amigo, seja feliz! Te gosto muito! (:


terça-feira, 23 de abril de 2013

Adeus primeiro amor...

 Eu mudei, você mudou.
 Eu amadureci, você também. Nós crescemos.
 Aqueles nossos sonhos já não são mais possíveis, os erros e acertos nos fizeram ver a realidade.
 Você escolheu, e eu também.
 Você sofreu, e eu também.
 Mas não precisa mais chorar, porque esse nosso lindo amor eu sempre vou guardar.




sábado, 6 de abril de 2013

Algumas lembranças nunca se vão

 É incrível como as vezes do nada você lembra das coisas. A gente lembra e pensa "nossa! Como foi bom...". Antigamente eu não gostava de lembrar, sentia saudade, as lembranças não faziam bem. Mas hoje não, hoje penso nas coisas boas que passaram,  nos momentos bons, foi bom enquanto durou. A recordação é muito boa, mas ela só traz felicidade quando não tem mais sentimento, porque quando ainda tem, o nome não é lembrança, é saudade.
 Uma coisa que aprendi durante esse ano que passou foi que o primeiro amor a gente realmente não esquece. Essa não é só uma frase clichê que a gente vê nos filmes, é verdade. A gente não esquece, mas aprende a viver sem, aprende a substituir, aprende a se apaixonar de novo...