domingo, 26 de maio de 2013

Sendo um suflê...

Sabe aquele ursinho que você me deu no nosso primeiro mês de namoro?
MORREU!
Sabe aquele cordão fofo de passarinho que eu usava toda vez que te via?
Desapareceu!
E todos os mimos e presentes que você me deu, foram embora com a vontade que eu tinha de ter!
Emagreci, engordei, chorei, gritei,  esperneei. Mas passou. Passou e melhorou. Não quero mais te ver! Por causa de você comi um bolo inteiro de chocolate, me embebedei de mate e quis morrer!
Por causa de você meu vestido preferido não entra mais em mim, só me visto de marfim e pareço um suflê.

 Mas e  se eu disser que  é mentira? Que eu menti  e iria com você a qualquer lugar! Você viria me buscar? Seu eu disser que amo sua loucura e  seu jeito chato/fofo de ser? Que seu cabelo é estranho e passado, mas fica perfeito em você.  E se eu disser que estou cansada de ver meu nariz crescer  por mentir para não me ver sofrer?

Hoje eu jurei para mim que ia te esquecer, que ira te prender no lado obscuro do meu coração, ia te trancar a sete chaves em um porão. Mas não adianta fugir... Você é o meu mais amado guri.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

As nossas escolhas

 Quem disse que é preciso ser alta, magra e loira para ser a Barbie? Quem foi que disse que é preciso ter um namorado para se sentir bem? Quem foi que disse que para ser princesa tem que ter um príncipe?
 Estou em uma fase de auto conhecimento. Estou aprendendo a me amar do meu jeito, com minhas celulites e pontas duplas. Estou naquela fase de colocar salto alto para ir à padaria e maquiagem para ficar em casa. O meu relacionamento é com o meu "eu interior".
 Quando a liberdade bate na sua porta, não é fácil deixar ela sair, e não troco a sensação de ser livre por nada nesse mundo!  Tem algo melhor do que andar na rua se sentindo "livre, leve e solta"? Se sentindo linda e forte sem ninguém precisar te dizer isso? Para mim, não há preço que pague!
 A sociedade impõe muita coisa, todo mundo diz que a gente tem que namorar, casar e ter filhos. Mas e se eu não quiser? E se a companhia que eu escolher for a de 3 gatos e um cachorro? E se eu quiser morar com uma amiga e ver filme com o brigadeiro? Cada um faz a sua escolha, cada um sabe o que é melhor para si. Mas a maioria sofre influência da sociedade. "Porque a fulana está muito magra", "ta muito gorda", "nossa! Você não vai casar?", "Não vai ter filhos?" Precisamos ignorar muita coisa e ser feliz do jeito que a gente quer! O que importa é se realizar com suas decisões, o resto é só o resto...