quarta-feira, 26 de março de 2014

Vida Pós- operação forget: como ser solteira aos 16 anos

Se você tem dezesseis/dezessete anos, é solteira e já sofre preconceito por isso, não se sinta sozinha. Estamos juntas, amiga!  Não basta você ter se humilhado mais 32578657469 perante  seu ex  pedindo pra voltar em momentos de carência e ele simplesmente ter cagado na sua cabeça. Não basta você encontrar com a mãe dele toda vez que você sai eventualmente e sua mãe dizer que você continua encalhada e combinarem almoços na sua casa. Você ainda tem que ser excluída da sociedade por ser solteira.
Algumas pessoas até acham normal você ser solteira aos dezesseis anos, afinal “você é jovem e tem a vida toda pela frente.” Eu conheço duas pessoas que pensam assim: eu e meu pai.
O pior de quando você está em uma vida pós-pós-esquecerofulaninho, é que todas as suas amigas resolveram começar a namorar. Quando era o momento de vocês irem toda semana para festa e passar o rodo. Não, suas únicas amigas te deixaram ser solteira sozinha.
Mas tudo bem, você tenta  levar a vida no meio de amigas comprometidas e amigos gays, até que um dia seu professor gato de geografia, que era sua fuga na hora de pensar em pensar em alguém, te chama de encalhada. Ai você chega ao fim da vida social. Mas quando você acha que morreu socialmente, chega o domingo. Dia de almoçar na casa da sua avó paterna, a ouvindo dizer que você precisa aprender a costurar; com seu tio que não sabe nada de moda fazendo piadinhas sem graça sobre a sua roupa; e com seus primos que acabaram de casar e estão esfregando romance na sua cara.
Então você resolve abrir o facebook e ver as lamentações do dia, até que surge uma foto da sua inimiga-ever com seu novo namorado gato/sarado/mais velho/rico. Chega de redes sócias com pessoas esbanjando romantismo. Ligaste a TV, só tem comédias-românticas, filmes de terror ou o Faustão para assistir. E você decide ver Faustão, porque comédia-romântica você já vê todo dia no instagram e filmes de terror não tem graça sem um boysinho do seu lado.

Sinceramente, não vejo nada de ruim em ser solteira aos dezesseis/dezessete anos. Se você aproveitar sua liberdade e esquecer os kilos a mais que você ganhou esquecendo seu ex, ta tudo certo! Use o tempo que você estaria com um cara, provavelmente chato e cafona do seu lado, apenas com você. Vá ao cinema, boliche, compre jeans em um número maior e mostre pras inimigas a cada dia mais sua vitória. Pense em você, aproveite o tempo livre para estudar, estabelecer metas, concretizar sonhos, fazer yoga, comer um inseto e até escrever um livro. Em fim, seja apenas solteira aos dezesseis anos, porque não tem nada de estranho nisso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário