segunda-feira, 9 de março de 2015

Exposição Jeanne Lanvin e o Dia Internacional da Mulher

Ontem foi dia oito de março, mais conhecido com "Dia Internacional da Mulher". E para comemorar essa data que, infelizmente, nós mulheres, ainda precisamos, eu vou dar uma dica de moda e arte lá de Paris. A exposição que começou ontem traz a retrospectiva do trabalho da estilista francesa Jeanne Lanvin, que foi muito importante para a construção da história da moda.

Quando falamos da marca Lanvin hoje, pensamos na famosa marca francesa desenhada pelo Alber Elbaz que é um super estilista. Mas essa marca é a  mais antigas da moda francesa em atuação. Começou em 1885 como chapeleira e foi a primeira estilista a trabalhar além da roupa, o que a exposição mostra bem. Hoje em dia, vemos muitas marcas investirem em "lifestyle", ou seja, vesse muito confecções famosíssimas abrirem hotéis, restaurante e a Lanvin fez isso bem antes.

Após lançar a chapelaria, ela abriu uma loja de moda feminina, depois uma loja de roupas infantis em homenagem a sua filha, depois uma loja de lingerie, uma só de peles, uma de decoração e uma de roupa esportiva. OBS: Naquela época ninguém tinha pensado em fazer nada nesse sentido, ou seja, Jeanne era uma mulher muito a frente de seu tempo.

A exposição, além de ser uma grande aprendizagem sobre a história da moda, é deliciosa de apreciar e a curadoria não é cronológica. O organizador da exposição afirmou que não queria cronologia, pois o importante é conhecer o trabalho dessa mulher incrível e como ela fazia essas roupas, não quando ela fez.

Pra quem for dar um pulinho em Paris passa no museu da moda parisiense.








E para encerrar com chave de ouro e mandar um recado para todos os homens e mulheres desse mundo, o discurso da Emma Watson na ONU, que em minha opinião, não precisa de comentário:






Nenhum comentário:

Postar um comentário